Moradores da rua Axixá, no bairro da Liberdade, periferia de Parauapebas, acordaram na manhã desta terça-feira (14), com as chamas tomando conta da casa onde morava Deyvyd Renato Oliveira Brito. O homem foi preso, na última quarta-feira (8), acusado de estuprar, torturar e ainda oferecer o corpo de uma criança de apenas 1 ano e 8 meses, em rituais satânicos.

PUBLICIDADE

De acordo com os moradores, o fogo começou nos cômodos que tinham colchões e camas. Revoltada a população resolveu fazer justiça ateando fogo na casa onde o acusado morava. No entanto, o local era alugado e ficou totalmente destruído.

A dona do imóvel, que preferiu não se identificar, disse que estava viajando quando soube do crime. Ela esteve no local e estava em choque com a situação em que encontrou a residência.

A casa ficava em uma área de difícil acesso, no alto de um morro. A polícia Militar foi a primeira a chegar no local seguida do corpo de Bombeiros, que também foi acionado e conseguiu controlar as chamas.

Até o momento os autores do incêndio ainda não foram identificados.

Veja ainda: Parauapebas: criança estuprada foi oferenda de ritual macabro feito pelo padrasto

Fonte: Dol

Deixe seu comentário abaixo.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui