Não tinha a intenção de que dispositivo sobrevoasse local, diz dono.Promotoria da cidade vai analisar se caso será julgado ou não.

Um homem assumiu que é o dono do drone encontrado na manhã desta segunda-feira (26) nos jardins da Casa Branca, em Washington, nos Estados Unidos. Segundo o Serviço Secreto, o homem disse que o drone era usado por lazer e que não tinha a intenção de que sobrevoasse a casa presidencial.

Publicidade

O homem, residente de Washington, ligou para o Serviço Secreto para dizer que era o dono do dispositivo, após divulgação de reportagens sobre o caso. A promotoria da cidade vai analisar o caso para determinar se ele será julgado ou não.

Um funcionário do Serviço Secreto, que falou sob anonimato à Associated Press, disse que até o momento não há nenhuma razão para desconfiar do homem, mas que agentes interrogam outras pessoas para comprovar o caso.

Mais cedo, quando o Serviço Secreto anunciou que o drone foi encontrado nos jardins da Casa Branca, foi informado que o dispositivo não representava ameaça.

“Segundo os primeiros elementos recolhidos, não representa nenhuma ameaça para ninguém na Casa Branca”, disse Josh Earnest, porta-voz de Barack Obama.

Obama está em Nova Délhi por três dias para estreitar os laços com a Índia, o que faz parte de uma estratégia para “reequilibrar” a defesa e o comércio dos EUA na Ásia para combater a China.

Agências reguladoras dos EUA estão trabalhando para elaborar novas regras para drones comerciais utilizados para agricultura e coleta de notícias.

Comentar

Comentar