spot_img
spot_img

Ministro do Interior participa de ritual do Ramadã em Paramaribo (Fotos e Vídeo)

Atualizado há

A União Cultural do Suriname realizou na última sexta-feira, um encontro para informar sobre a importância do Ramadã para os muçulmanos.

“Iftar” é a refeição consumida durante o mês de jejum do Ramadã pelos muçulmanos, logo após o por do sol, onde 1,5 bilhão de muçulmanos jejuam durante o Ramadã.

Como convidado especial, o ministro Mike Noersalim do Interior, participou do ritual de “ontvasten” e em um breve discurso, disse que o jejum durante o Ramadã cronologicamente é o quarto pilar do Islã. O jejum do Ramadã tornou-se obrigatório em Medina no ano um da era islâmica e de acordo com os ensinos do islamismo, o jejum ajuda os muçulmanos a fazerem a sua higiene mental de forma adequada para elevá-los a níveis espirituais mais altos.

- Publicidade -

Ainda de acordo com a fé Islâmica, o jejum é para lembrar a graça, misericórdia e solidariedade do muçulmano com Deus e com outros seres humanos. O ministro disse que pediu aos fiéis durante o mês de jejum, tanto quanto possível, que praticassem as melhores ações, de fazer orações para si e para toda a humanidade. Outros incentivos do mês de jejum são: a reconciliação, o perdão, o suporte físico para os pobres e necessitados, o fortalecendo dos laços familiares e o reforço ou a melhoria das relações com os vizinhos e amigos.

O ministro Noersalim elogiou a iniciativa da União Cultural do Suriname por organizar o “Iftar” e sugeriu que este é definitivamente um exemplo que vale a pena ser seguido. “Em nome do Governo e da União Cultural do Suriname, agradecemos por destacar a importância da nossa diversidade para uma sociedade feliz, pacífica e bem sucedida”, concluiu o ministro.

Fotos e Vídeo: Luiz Paulo

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App