Em visita à Agência Brasileira de Cooperação, no dia 19 de fevereiro, a ministra dos Negócios Estrangeiros do Suriname, Yldiz Pollack-Beighle, foi recebida pelo diretor da ABC, embaixador João Almino.

A visita contou ainda com as presenças do embaixador do Suriname no Brasil, Marlon Faisal Mohamed Hoesein, do embaixador do Brasil no Suriname, Laudemar Aguiar, e de demais autoridades surinamesas e brasileiras.

Publicidade

Durante o encontro, a Chanceler surinamesa elogiou a cooperação desenvolvida pelo Brasil e agradeceu o apoio brasileiro, por meio da cooperação técnica. A Sra. Yldiz Pollack-Beighle destacou os impactos positivos das ações na melhoria da qualidade de vida dos surinameses, ao trazer mais oportunidades de desenvolvimento. Na ocasião, apresentou também temas de interesse do país para a agenda de cooperação bilateral, tais como o manejo sustentável de recursos naturais, o fortalecimento da cadeia produtiva de insumos tropicais, estratégias de combate às mudanças climáticas, entre outros.

No encontro, foram ressaltados ainda os êxitos das iniciativas de cooperação trilateral em parceria com o Brasil e o Suriname. A esse respeito, o embaixador João Almino recordou que a cooperação brasileira está pautada pelos princípios da cooperação, entre os quais destacou a horizontalidade nas relações entre as partes, a qual se busca preservar inclusive em iniciativas trilaterais com a participação de Organismos Internacionais e países desenvolvidos.

O diretor da ABC comentou a intenção de realizar a II Reunião do Grupo de Trabalho de Cooperação Técnica Brasil-Suriname no mês de abril próximo, em Paramaribo, em cuja ocasião se espera expandir a agenda de cooperação, seja trazendo novos temas, como a segurança de fronteiras, seja dando continuidade a iniciativas exitosas anteriormente empreendidas, de modo a conferir a sustentabilidade e a efetividade dos resultados alcançados para a população surinamesa.

A cooperação brasileira com o Suriname iniciou-se logo após a independência do país, em 1975 e o Brasil é visto como parceiro prioritário pelo Suriname.

Fonte/Foto: abc.gov.br

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar