Um adolescente de 16 anos foi apreendido em flagrante nesta terça-feira (24) após confessar ter raptado, estuprado, matado e escondido o corpo de uma criança indígena, de apenas 6 anos, em Barreirinha, a 331 quilômetros de Manaus (AM). A vítima foi morta por estrangulamento, segundo a Secretaria de Segurança Pública do estado.

De acordo com informações da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) do município, o autor do crime foi para uma festa na noite do último domingo (22), na Comunidade Ponta Alegre, próximo onde o crime aconteceu. Já na madrugada de segunda-feira (23), ele consumiu uma quantidade de drogas e seguiu até a casa da vítima.

Publicidade

Às polícias Civil e Militar de Barreirinha, o menor relatou que já havia prestado serviços para a avó da menina e teria ficado interessado em se relacionar com a filha dela, mãe da criança, que estava acompanhada no momento em que ele chegou na residência.

Então, o adolescente raptou uma das filhas da vítima, uma criança de 6 anos de idade, que estava dormindo no momento em que ele entrou na casa da família. Ainda adormecida, ela foi colocada em uma canoa e levada por ele até um local mais afastado da casa dela, onde foi estuprada, morta e escondida.

Ainda segundo o depoimento, o rapaz afirmou que, em meio ao estupro, a criança teria desmaiado e que estrangulou a vítima até a morte. Em seguida, ele fez uma cova rasa, onde conseguiu enterrar parte do corpo da vítima.

Após o desaparecimento da menina, moradores da Comunidade Vida Nova 2 começaram a desconfiar do adolescente, que deixou cair alguns objetos no momento em que raptou a criança. A Polícia Militar (PM) foi chamada e apreendeu o menor.

O corpo da vítima foi levado pela Polícia Civil para realização de necrópsia, que comprovou a violência sexual e determinou a causa da morte por estrangulamento. O adolescente, detido em flagrante, vai responder por ato infracional análogo aos crimes de estupro, homicídio e ocultação de cadáver.

Fonte: RedeTV

Comentar

Comentar