Conselheiros tutelares encontram a vítima caída nos fundos da casa em Cariacica (ES)

Uma menina de oito anos pulou do segundo andar da casa onde mora, em Cariacica (ES), para fugir das agressões do pai e da madrasta. O caso veio à tona após vizinhos denunciarem o caso ao Conselho Tutelar.

Publicidade

A menina tem medo de ser agredida novamente.
— Eu não quero voltar para casa,A menina mora com o pai e a madrasta e era vítima de maus tratos. Ela contou à Rede Record que era constantemente ameaçada e agredida pela madrasta. A mulher ainda mostrava um vídeo com monstros para a criança.

A menina ainda disse que o pai a agredia com uma correia. Inclusive, a criança apresenta marcas de agressão no corpo.

O pedreiro de 56 anos aceitou conversar com a equipe de reportagem, mas sem mostrar o rosto. Ele se defende das acusações.

— Você tem que tentar educar o seu filho. Minha mãe me educou me batendo. Hoje eu sou o homem que eu sou porque apanhei muito na minha vida.

A prima da vítima, que acompanha o caso de perto, discorda do tio.

— Eu apanhei muito, mas eu nunca fui espancada para deixar marca no pescoço. Minha mãe nunca me enforcou com a correia.

O caso veio à tona porque vizinhos denunciaram a agressão sofrida pela menina ao Conselho Tutelar. Cerca de 15 minutos, os conselheiros chegaram ao local e viram a menina caída nos fundos da casa após ela ter se jogado para não ser agredida.

O caso revoltou os moradores. A Polícia Militar precisou ser acionada para conter a confusão.

Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: R7

Comentar

Comentar