spot_img
spot_img

Menina de 15 anos que foi estuprada e incendiada por homem.

Atualizado há

Notícia do crime foi divulgada no Dia Internacional da Mulher causou revolta.

Uma menina indiana de 16 anos de idade que foi estuprada e depois incendiada no telhado de sua casa morreu na manhã desta quarta-feira (8), após ficar com mais de 90% do corpo queimado. O crime aconteceu em Greater Noida, perto da capital da Índia, Nova Deli, e foi divulgado pela mídia local nesta terça-feira (8) — data marcada pelo Dia Internacional da Mulher.

A polícia prendeu um suspeito de ter abusado da jovem. De acordo com as primeiras reconstruções do caso, os pais escutaram gritos da filha e a encontraram queimada no terraço do condomínio onde vivem.

- Publicidade -

Reportagens da mídia local citam o pai da menina, que teria afirmado que o suspeito do crime morava perto da casa da vítima e vinha assediando sua filha há cerca de um ano.

A notícia do ataque à menina foi veiculada no mesmo dia em que o presidente da Índia, Pranab Mukherjee, fez um apelo de paridade de gênero por ocasião do Dia Internacional da Mulher.

— É intolerável que ainda nos dias de hoje existam mulheres expostas a violências brutais e selvagens somente pelo fato de serem mulheres.

Com uma população de 1,2 bilhão de pessoas, a Índia sofre constantemente com crimes de estupro e violência contra a mulher. Estatísticas apontam que ocorre um estupro a cada meia hora no país.

Ativistas dos direitos das mulheres acusam a polícia de fazer vista grossa para queixas de perseguição no país.

Em 2012, o estupro coletivo seguido de morte de uma mulher de 23 anos de idade em um ônibus em Déli gerou uma onda de protestos por mais proteção para as mulheres da Índia.

Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: R7

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App