O diretor geral do hospital ST. Vincent, Manodj Hindori, está muito aliviado após a primeira parcela de 900 mil SRD foi paga pelo governo para garantir o serviço de emergência (SEH) do Hospital St. Vincent.

É uma parte do pagamento atrasado que totaliza SRD 3,6 milhões para os custos operacionais da emergência do hospital.

Publicidade

O resto do montante será entregue num curto espaço de tempo, disse o governo. “Agora que a primeira parcela foi paga, os médicos especialistas do hospital poderão receber pelos seus serviços. Já faziam 6 meses que o pagamento estava em  atraso e a ameaça de fazer greve de trabalho na emergência a partir de 01 de dezembro de 2014 foi cancelada”, disse o diretor aliviado.

Ele espera que o restante do pagamento seja rápido, para que o trabalho da (SEH) não seja comprometida. Segundo Hindori, a comunidade do Norte é quem mais faz uso da emergência do (SEH).

O hospital St.Vincent está trabalhando com os médicos, enfermeiros e médicos especialistas para otimizar os serviços do (SEH).

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar