spot_img
spot_img

Médico é preso por anestesiar e abusar de mulheres na Alemanha

Atualizado há

Segundo promotoria, foram pelo menos quatros vítimas. No entanto, fotos encontradas com ele indicam que podem ser muito mais.

O médico alemão Heinz Weber, chefe de  cirurgia vascular em um hospital de Bamberg, na Baviera, foi preso preventivamente sob a acusação de abusar sexualmente de mulheres anestesiadas dentro da instituição.

O médico de 48 anos foi denunciado por uma estudante que disse ter recebido um anestésico dele e ter ficado desacordada. Ela teria sido abusada e resolveu denunciar. Ao revistarem os pertences do médico, os investigadores descobriram inúmeras fotos de Weber com diferentes mulheres.

- Publicidade -

A promotoria disse ao jornal “Bild” que ele abusou sexualmente de pelo menos quatro mulheres, mas que, pela quantidade de fotos encontrada, é possível que ele tenha praticado esse tipo de ato durante meses e até anos.

Weber é um médico de ponta citado em listas de melhores profissionais de seu país. No hospital onde trabalhava, aparentemente ninguém desconfiou do que ele vinha fazendo, possivelmente porque ele inventou uma pesquisa com a qual atraía pacientes fora do horário normal de trabalho. A instituição disse não ter qualquer registro da pesquisa e da entrada das vítimas em suas dependências. O hospital também divulgou um número de telefone para que mais mulheres que tenham sido abusadas possam denunciar seus casos.

Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: G1

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App