Missão é recuperar a confiança junto a sociedade do país.

Maurice Roemer é o novo gestor do Banco Central do Suriname. O anúncio foi feito no último sábado, dia 22, pelo presidente Desiré Bouterse após aprovação da Associação de Banqueiros do Suriname (SBV) e Associação Empresarial do Suriname (VSB). Ele substituirá Robert van Trikt, que deixou o comando após acusações de desvios de conduta e má aplicação financeira.

Bouterse comentou que a nomeação custará muito dinheiro aos cofres do governo do país. Ele ainda fez menções especiais ao Comissário do Governo no Banco Central do Suriname, Vidjay Kirpalani. Siegmund Proeve, que chegou a ser anunciado para o cargo, também foi lembrado. Kirpalani, durante pronunciamento, falou do desafio que o novo gestor terá pela frente.

Publicidade

“Há muita esperança de que a confiança que deve ser recuperada na instituição do Banco Central e tudo relacionado a ela seja garantida. Não é uma tarefa fácil. Roemer é uma pessoa que possui as habilidades e é apoiada por uma plataforma ampla e forte. Desejamos todo o sucesso do mundo ao novo gestor do Banco Central do Suriname”, concluiu.

“Com o apoio do governo, funcionários e Conselho de Supervisão do banco e das partes interessadas relevantes, vamos fazer um grande trabalho. É um grande desafio, mas faremos um esforço para restaurar a confiança do banco na sociedade”, disse o nono gestor na presença de, entre outros, membros do Conselho de Ministros (RvM), da Associação de Banqueiros do Suriname (SBV) e do movimento sindical.

Foto: NII

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar