spot_img
spot_img

Maternidade é bombardeada em Idlib, no norte da Síria

Atualizado há

Há informações de mortos, mas os números ainda não estão claros. Cerca de 250 mil estão sitiados em Aleppo.

Uma maternidade foi atingida por um bombardeio em Idlib, no norte da Síria, nesta sexta-feira (29). A informação foi divulgada pela ONG “Save Children”, que apoia o centro médico, segundo a CNN. A estrutura do prédio ficou muito danificada. Essa é a única maternidade em um raio de cem quilômetros, segundo a Deutsche Welle.

 

- Publicidade -

Há informações de mortos, mas os números ainda não estão claros. O hospital tem a capacidade de atender cerca de 1,3 mil mulheres e crianças por mês. Em junho, 340 bebês nasceram no local, de acordo com a Save the Children.

Entre domingo (24) e segunda-feira (25), quatro hospitais de campanha e um banco de sangue na cidade síria de Aleppo, no norte do país, foram atingidos por bombardeios aéreos. Um bebê de dois dias morreu.

Corredores humanitários
A Organização das Nações Unidas (ONU) se ofereceu para controlar os corredores humanitários criados pela Rússia em Aleppo para permitir que 250 mil civis fujam da cidade sitiada. A informação foi divulgada pelo enviado especial para a Síria, Staffan de Mistura.

A abertura desses corredores, anunciada pelo aliado russo de Bashar al-Assad, foi apresentada como um propósito “humanitário”, mas analistas e rebeldes questionam essa intenção.

Os habitantes de Aleppo se encontram nesta sexta escondidos em suas casas devido aos ataques e avisos dos grupos rebeldes contra o uso desses corredores.

Um dia depois da adoção desses corredores, o regime de Damasco retomou seus bombardeios contra os bairros rebeldes do leste de Aleppo.

Fonte: G1

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App