spot_img
spot_img

Líderes políticos da HVB comunicam ao presidente a necessidade de parcerias na política

Durante reunião na assembleia nacional, vários assuntos foram discutidos com o presidente

Atualizado há

No domingo (5), o HVB comunicou ao presidente do Suriname, Chandrikapersad Santokhi, a importância de parcerias na política. Segundo o líder político, Raymond Sapoen, teria sido melhor se todos os partidos estivessem unidos. Ele indicou que se isso tivesse acontecido, 17 de fevereiro provavelmente nunca teria acontecido, data que marca a tentativa de manifestantes de invadir a assembleia nacional.

Segundo Raymond Sapoen, é preciso buscar apoio para as medidas de crise porque todas vão doer. “Não dá para começar a buscar apoio quando estamos numa situação em que o navio está quase saindo do rumo”, disse Sapoen. O líder político diz que terá que tomar medidas, monetárias e fiscais, mas enquanto isso o povo passa fome. Segundo Sapoen, os recursos disponíveis devem ser usados ​​com moderação porque são escassos ou inexistentes.

Segundo Sapoen, é importante que, quando as coisas forem criticadas, também se apresentem pontos de ação concretos para arrecadar mais dinheiro e gastar menos. “Temos que priorizar porque não há tanto dinheiro disponível. Como sociedade, devemos ter certeza de que sempre haverá dinheiro para áreas como segurança, educação e saúde.”

- Publicidade -

Por fim, discutiu-se a questão do sistema eleitoral.

O presidente Chandrikapersad Santokhi indicou aos representantes do HVB que o comitê que examina a questão do sistema eleitoral, chefiado por Hans Lim A Po, que tem um ultimato até o final de março para apresentar seu relatório. O presidente assegurou que o novo sistema eleitoral será submetido a aprovação ainda este ano, devendo haver uma preparação adequada para as próximas eleições. 

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App