spot_img
spot_img

Atualização – Líder muçulmano tenta inocentar jovem jamaicano acusado de envolvimento com grupo terrorista EI

Atualizado há

Depois de horas de deliberação, um juiz da Jamaica decidiu que o rapaz de 16 anos de idade que foi mandado de volta para a Jamaica pelas autoridades do Suriname, fosse mantido sob custódia da polícia.

O juiz também solicitou uma investigação mais aprofundada sobre o adolescente jamaicano. O garoto de 16 anos de idade, está sob custódia da polícia desde o seu retorno à Jamaica, no último sábado. Ele foi preso no sábado, 11 de abril, depois de chegar ao Aeroporto Internacional do Suriname ( Johan Adolf Pengel Zanderij ). O menino teria viajado para o Suriname e Holanda para depois de chegar a Turquia  se juntar ao Estado Islâmico.

Parentes na Jamaica afirmaram em jornais locais, que o menino viajou para encontrar-ser com sua mãe, que ele não via por seis anos e que vive na Inglaterra, e sua avó, na Holanda. Da Holanda, então, viajaria para a Inglaterra. Foi comprovado que de fato, o menino  recebeu um visto para a Inglaterra.

- Publicidade -

Um líder muçulmano local, Sheikh Musa Tijani do “Conselho Islâmico da Jamaica (ICOJ), anunciou que o rapaz não é conhecido na comunidade muçulmana da ilha, como muçulmano, embora a polícia tenha encontrado em sua casa um exemplar do Alcorão.

“É impossível que este rapaz como um não-muçulmano, estivesse querendo se juntar ao EI”. Disse o líder muçulmano.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App
%d blogueiros gostam disto: