Justiça de Roraima

Os jovens Jhonata Monteiro, conhecido como “Craft”, Márcio da Silva, apelidado de “Anjinho do Mal”, e João Silva, suspeitos de matar o adolescente Oduan Macio Júnior, de 16 anos, foram denunciados à Justiça pelo Ministério Público de Roraima (MPRR) para que sejam condenados pelo crime.

O crime foi no Bonfim, região Norte de Roraima, em dezembro de 2019. A informação foi divulgada nessa segunda-feira (21). À época, o adolescente havia desaparecido e o corpo foi achado no rio Tacutu, na fronteira entre o Brasil e a Guiana. Oduan tinha várias perfurações de faca e o pênis havia sido amputado, informou a Polícia Civil quando o corpo dele foi encontrado.

Publicidade

De acordo com o MPRR, todos os envolvidos são membros de facção criminosa e suspeita-se que Oduan era membro de uma facção rival, o que motivou o crime. O adolescente foi sequestrado, torturado e julgado à morte pelo tribunal do crime. Durante a investigação, foi constatado que a facção em que o três fazem parte atua de forma estruturada, com divisão de tarefas e uso de armas de fogo.

O MPRR pediu a condenação dos denunciados pelos crimes de homicídio qualificado, sequestro, cárcere privado, ocultação de cadáver, tortura, corrupção de menores, organização criminosa. A pena para cada um dos denunciados pode chegar a 58 anos de reclusão.

 

Comentar

Comentar