spot_img
spot_img

Guiana denuncia mobilização militar da Venezuela perto da fronteira

Esta ação ocorre em um momento de intensificação do conflito territorial pela região do Essequibo.

Atualizado há

GEORGETOWN – No sábado, 10 de fevereiro, o ministro das Relações Exteriores da Guiana, Hugh Todd, fez uma denúncia preocupante sobre a presença militar da Venezuela nas proximidades da fronteira entre os dois países. Esta ação ocorre em um momento de intensificação do conflito territorial pela região do Essequibo.

Todd destacou que as recentes imagens de satélite revelam um aumento significativo na presença militar venezuelana perto da fronteira, descrevendo as ações como demonstrações de um “padrão duplo”. Ele expressou sua preocupação com a aparente inconsistência entre as ações diplomáticas internacionais da Venezuela e sua postura militar interna.

O ministro das Relações Exteriores da Guiana já havia comunicado suas preocupações ao seu homólogo venezuelano, Yvan Gil, durante a reunião da Comissão Conjunta realizada no mês passado em Brasília. Esta reunião foi uma tentativa de buscar um acordo mútuo entre os dois países.

- Publicidade -

Durante o encontro, Guiana e Venezuela se comprometeram a continuar o diálogo sobre a disputa pelo Essequibo e a considerar o Acordo de Genebra de 1966. Todd reiterou a posição firme da Guiana de recorrer à Corte Internacional de Justiça como único meio para resolver a disputa, enfatizando o compromisso do país com uma solução pacífica.

Enquanto isso, o presidente da Guiana, Irfaan Ali, anunciou planos para reestruturar as Forças de Defesa da Guiana, com investimentos em tecnologia, ativos e cooperação com países aliados. Essas medidas são parte dos esforços do país para fortalecer sua posição diante das disputas territoriais.

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App
%d blogueiros gostam disto: