Em comunicado nesta segunda-feira, dia 17, a Guiana afirmou que recebeu propostas de várias empresas que buscam realizar o estudo de viabilidade e o projeto preliminar para a construção da ponte do rio Corentyne, ligando o país ao Suriname.

O governo disse que as propostas foram abertas na semana passada no Conselho Nacional de Compras e Licitações, e que a ponte será construída usando um modelo de financiamento de projeto-construção por meio de um acordo de parceria privada, com incentivos dados por ambos os governos ao licitante preferido.

Publicidade

O projeto estima 1,17 km da Guiana ao encontro em Long Island, 2,15 km de estrada através de Long Island e uma ponte de 2,5 km de Long Island a South Drain no Suriname. Os dois países assinaram um memorando de entendimento para a construção da ponte, e o presidente Irfaan Ali disse então que a ponte ligaria não apenas a Guiana e o Suriname, mas o resto da América do Sul.

“Reconhecemos os enormes benefícios que isso pode trazer nas áreas de turismo, transporte e comércio. Para isso, ampliamos nossas discussões sobre onde podemos promover conjuntamente oportunidades de negócios e oportunidades de turismo para os dois países. Espera-se, portanto, que o traçado rodoviário proposto crie em sua vizinhança as possibilidades de zona de livre comércio, valorize a terra, reduza o custo de fazer negócios e aumente a facilidade de fazer negócios”, afirmou.

O presidente do Suriname, Chan Santokhi, afirmou que a ponte marcaria uma nova era para os dois países da comunidade do Caribe em várias áreas. “Esta ponte sobre o rio Corentyne não é importante apenas para facilitar a circulação de pessoas e mercadorias, comércio e cooperação transfronteiriça, mas também simboliza a transição da antiga para uma nova era”, acrescentou.

Comentar

Comentar