metro frança

A greve dos caminhos de ferro em França deverá ser mantida nos próximos dias por falta de acordo.

Publicidade

As assembleias gerais de grevistas deverão confirma a ampliação do movimento e a sua recondução apesar dos protestos do governo.

A paralisação pode prejudicar os exames de final de ano de 687 mil estudantes e os vários milhares de passageiros a nivel nacional.

O sindicato da CGT e SUD-Rail têm sustentado que “o projeto de lei continua a ser altamente prejudicial para o serviço público e da estação ferroviária.”

Jean-Claude Mailly, secretário-geral FO sexta-feira apoiou as demandas dos sindicatos pedindo ao governo para “mudar” o seu projeto, antes de passar a Assembleia de 17 de junho.

Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: Euronews

Comentar

Comentar