A Fundação do Serviço Regional de Saúde (RGD) quer adicionar onze médicos para atendimento nos distritos.

É claro que isto depende da reposta dos candidatos a um convite feito nos meios de comunicação, para que dentro de um curto prazo o (RGD) possa enviar estes médicos para os ambulatórios em Marowijne, Commewijne, Pará, Wanica, Saramacca e Nickerie .

Publicidade

São necessários novos médicos porque alguns médicos pediram transferência para Paramaribo por razões pessoais, disse o diretor do “RGD” Maaltie Sardjoe neste sábado, 6 de junho.

Além disso, o aumento da população em algum distritos, está fazendo com que os médicos fiquem sobrecarregados. Sardjoe disse que algumas clínicas estão funcionando até as nove e às vezes até às onze horas da noite para poder atender os pacientes.

Os 81 médicos serão suficientes por enquanto, disse Sardjoe que informou que o problema não é falta de médicos. Até o momento apenas dois médicos se apresentaram para preencher as vagas. Maaltie disse que a universidade do Suriname forma todos os anos de 10 a 15 médicos.

Sardjoe acrescentou que o recrutamento de novos médicos não tem nada a ver com as vicissitudes dos médicos que são membros da Associação de médicos (VRA). Esses médicos ameaçam o governo com ações porque não concordam com a nova série de salários e dos novos regulamentos.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar