spot_img
spot_img

FMI adia novamente a decisão sobre o empréstimo de US$ 478 milhões ao Suriname

Atualizado há

A primeira data anunciada pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) foi o dia 13 de maio, quando aconteceu um grande protesto que fez a instituição financeira adiar a decisão.

Os representantes do FMI deixaram claro que a decisão do presidente Desi Bouterse de suspender o aumento para as taxas de energia foi a razão para o adiamento da decisão sobre o empréstimo.

Agora com a volta do aumento das taxas de energia anunciado pela EBS na semana passada, o FMI se mostrou satisfeito e marcou uma reunião esta semana para dar a decisão final sobre o apoio financeiro ao programa anti-crise do Suriname, informou o assessor de imprensa do FMI nesta segunda-feira, 23 de maio.

- Publicidade -

O representante do FMI no Suriname, disse também que a razão para o adiamento tem sido porque o instituto ainda estava discutindo alguns ajustes necessários com a equipe de governo do Suriname e nesta reunião que acontecerá esta semana, será marcada uma data para a liberação do recurso financeiro.

“O governo, portanto, tem informado o FMI sobre a sua agenda com todas as ações a que se propôs a cumprir e agora partiremos para os detalhes finais do acordo com o FMI”, informou o Gabinete do Presidente.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App