Chan Santokhi — Foto: Luiz Paulo
Publicidade

Chan Santokhi divulgou o rombo nos cofres públicos do Suriname nesta quarta-feira, dia 13, e afirmou ainda que sua equipe de ministro deverá fiscalizar com mais rigor os preços de produtos praticados no país. Isso depois que várias pessoas reclamaram da alta em lojas e comércios em geral.

O presidente ainda apelou aos comerciantes que protejam a população. Ele também convocou a sociedade para denunciar abusos. “Os primeiros passos para estabilizar a taxa de câmbio já foram dados por meio do Banco Central do Suriname para disponibilizar dólares baratos”, completou.

Publicidade

O chefe do governo disse que várias outras etapas estão entrando em vigor. Ele mencionou, entre outras coisas, a concessão de mais competências à Comissão de Câmbio. “A repatriação de divisas do exterior também é realizada. Agora também estão sendo realizadas negociações para levantar capital barato”, disse.

“Eles receberão incentivos do fisco, como crédito tributário, para tornar a vida mais suportável. O reajuste das tarifas de água e eletricidade será analisado, mas aqui também a situação dos grupos vulneráveis ​​será incluída através da aplicação de subsídio por assunto”, concluiu Santokhi.

Comentar

Comentar