spot_img
spot_img

Feirantes se queixam sobre as más condições do Mercado Central de Paramaribo

Atualizado há

Goteiras, falta de água, iluminação deficiente, e espaço insuficiente para a circulação de pessoas, são as principais reclamações sobre o primeiro andar do Mercado Central no Waterkant no centro de Paramaribo.

As reclamações sobre o mercado que é também uma atração turística, são infinitas, mas mesmo nestas condições precárias ainda há pessoas que continuam a perseverar trabalhando no local tentando ganhar a vida. Onde um ano atrás já prevaleceu atividade comercial e turística, tornou-se agora um galpão abandonado, disseram alguns comerciantes no domingo, 10 de maio.

No piso térreo onde ficam expostos para venda produtos agrícolas como hortaliças e frutas, o espaço está praticamente vazio.  Especiarias, artigos religioso, vestuário, calçado, joalharia, perfumaria e produtos domésticos ficam praticamente amontoados devido a falta de espaço para os produtos e também para as pessoas circularem.

- Publicidade -

O número de visitantes está diminuindo drasticamente e vários expositores colocam a culpa principalmente na concorrência com os chineses que vendem roupas, frutas e verduras ilegalmente, especialmente na rua.

Com toda essa situação de abandono e más condições de trabalho fica fácil concluir o motivo porque os visitantes estão desaparecendo dos corredores do primeiro andar do mercado central de Paramaribo.

O único que parece não estar ciente desses problemas é o gerente do mercado Stephen Korendam que disse: “Até agora, nenhum expositor renunciou a sua posição. Ninguém se queixou para mim que eles não vendem. Se eles não vendessem, eles não continuariam no mercado. Todos esses problemas foram relatados aos meus superiores. Eu relatei tudo. Eu fiz o meu trabalho. ”  Disse o gerente Stephen Korendam.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App
%d blogueiros gostam disto: