spot_img
spot_img

Falta de empreendedorismo agrava a crise financeira no Suriname

Atualizado há

De acordo com o parlamentar do NDP Stephen Tsang, o governo do Suriname precisa investir mais para despertar a cultura do empreendedorismo no país.

A falta de empreendedorismo no Suriname dificulta a luta contra a crise financeira e econômica. Na Câmara de Comércio e Indústria (KKF) são 16.280 empresas registadas em toda uma população de mais de 550 mil pessoas.

Isso comprova que apenas três por cento da população está tomando atitudes empreendedoras e de acordo com o parlamentar Stephen Tsang (NDP), está abaixo do padrão.

- Publicidade -

Segundo o parlamentar e empresário, falta o estímulo de uma cultura empreendedora no Suriname.

O Ministério da Educação, Ciência e Cultura (Minowc), segundo Tsang, pode desempenhar um papel crucial em dar consciência e estimular a abertura de novas empresas. O Minowc e o Ministério da Indústria, podem igualmente fomentar o espírito empresarial.

Com esperanças na adoção de leis que valorizem o empreendedor no Suriname, Tsang disse que mais pessoas vão tomar atitude na abertura de novos negócios que vão consequentemente ajudar a superar a crise econômica e financeira que o país atravessa.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App