spot_img
spot_img

EUA investigam parceiros da Guiana por tráfico de drogas e contrabando de ouro

Exxon: “Cumprimos todas as leis aplicáveis onde operamos e conduzimos nossos negócios”.

Atualizado há

Várias agências dos EUA estão investigando dois empresários da Guiana – empreiteiros da ExxonMobil para construir uma base em terra para as operações de petróleo, sob suspeita de tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e outras atividades criminosas, informou a Reuters nesta sexta-feira (14), citando relatórios de inteligência.

A Exxon, liderando um consórcio com a US Hess Corporation, está atualmente produzindo todo o petróleo bruto na Guiana – a mais nova nação produtora de petróleo do mundo, antes que o país sul-americano anuncie os vencedores em sua primeira rodada de licenciamento offshore, prevista para o final deste ano.

A Exxon anunciou um contrato com os empresários guianenses Nazar Mohamed e Azruddin Mohamed, pai e filho, em 2022. A petroleira foi repetidamente alertado por funcionários do governo dos EUA para evitar fazer negócios com os dois indivíduos, segundo a Reuters.

- Publicidade -

O pai e o filho Mohamed estão sob investigação do FBI, da Drug Enforcement Administration (DEA) e do Departamento de Segurança Interna, entre outras agências dos EUA. Eles são suspeitos de contrabandear cocaína da Colômbia, lavar dinheiro para traficantes de drogas e outros criminosos e lavar dinheiro para indivíduos russos que operam na América do Sul, de acordo com os relatórios de inteligência que a Reuters teve acesso e as fontes com as quais seus repórteres conversaram.

Os empresários da Guiana também são suspeitos de contrabandear ouro extraído ilegalmente da Venezuela para os EUA, Oriente Médio e Europa.
As autoridades dos EUA estão considerando impor sanções aos Mohameds, de acordo com algumas fontes da Reuters, o que significaria que a Exxon teria que encerrar quaisquer relações comerciais e parcerias com indivíduos sancionados.

Solicitada pela Reuters a comentar o relatório, a Exxon disse apenas em um breve comunicado: “Cumprimos todas as leis aplicáveis onde operamos e conduzimos nossos negócios”.

A Exxon produz cerca de 360.000 barris por dia (bpd) de petróleo bruto na costa da Guiana em um consórcio com a parceira americana Hess Corporation. A parceria Exxon-Hess descobriu mais de 11 bilhões de barris de petróleo na costa da Guiana e tem planos ambiciosos para aumentar a produção. O CEO da Hess, John Hess, disse que a Guiana está a caminho de bombear 1,2 milhão de bpd até 2027 de seis FPSOs de recursos descobertos e em desenvolvimento no prolífico Stabroek Block, onde a Exxon e a Hess fizeram mais de 20 descobertas de petróleo.

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App