A empresa de biotecnologia Moderna anunciou na manhã desta quarta-feira (26) que criou uma vacina experimental contra o coronavírus, denominada mRNA-1273, e já enviou ao instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (Niaid) dos Estados Unidos.

Segundo a imprensa, o desenvolvimento da vacina ocorreu em 42 dias, um tempo recorde. A empresa afirmou, que os testes iniciais da potencial vacina, poderiam começar em abril, mas o processo regulatório duraria pelo menos um ano.

A China também anunciou que outra vacina experimental contra o coronavírus poderia ser testada em abril.  A vacina é denominada Covid-19 S-Trimer.

Publicidade

De acordo com a Moderna, os primeiros frascos da vacina devem ser usados em um estudo de 1 fase nos Estados Unidos. Onde duas doses da vacina seriam testadas em até 25 voluntários para verificar se produz uma resposta imune que protege contra o vírus.

Porém, mesmo que o os testes sejam positivo, será necessário mais testes e aprovações regulatórias antes que produto possa ser amplamente utilizado.

Fonte: G1

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar