Os Estados Unidos estão colaborando com o Suriname para lidar com o impacto das mudanças climáticas, já que o país sul-americano foi designado entre os dez mais vulneráveis ​​que enfrentam o aumento do nível do mar devido ao aquecimento global.

Uma equipe de especialistas do SERVIR-Amazônia, um programa conjunto da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) e da Administração Nacional de Aeronáutica e Espaço dos Estados Unidos (NASA) encerrou uma série de reuniões e discussões no Suriname.

Publicidade

“As mudanças climáticas podem impactar a todos, especialmente as pessoas no Caribe, cuja geografia as deixa vulneráveis ​​à mudança do nível do mar”, disse o vice-chefe da Missão da Embaixada dos EUA, Aaron Jensen. “Como vizinho, parceiro e amigo do Suriname, estamos trabalhando”, completou.

A atividade de dois anos do SERVIR-Amazônia visa fortalecer as capacidades e facilitar o envolvimento técnico com o governo, universidades, instituições de pesquisa e organizações não governamentais (ONGs) no Caribe. Está focado em duas áreas primárias.

Comentar

Comentar