A polícia prendeu na última segunda-feira, 29 de setembro, o enfermeiro (D.S), acusado de praticar aborto clandestino no Suriname.

Por cada aborto realizado o enfermeiro recebia 150 SRD. O crime era praticado sempre que encerrava o expediente na clínica onde o enfermeiro trabalhava, localizada no bairro de Uitvlugt.

Publicidade

O enfermeiro não tinha autorização para pratica deste procedimento e segundo o que o enfermeiro confessou à policia, várias mulheres foram ajudadas por ele.

A investigação da polícia continua e o suspeito permanece detido.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar