spot_img
spot_img

Empresária é presa acusada de mandar matar pastor por dívida

Delegado Wellington Pinheiro, responsável pelo caso, revelou que a mulher foi detida dentro de seu estabelecimento comercial

Atualizado há

URUGUAIANA – Nesta segunda-feira (4), a Polícia Civil efetuou a prisão temporária de uma empresária em Uruguaiana, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, sob a suspeita de ser a mandante do assassinato do pastor evangélico Renato Coronel, de 34 anos, ocorrido em 22 de novembro. O delegado Wellington Pinheiro, responsável pelo caso, revelou que a mulher foi detida dentro de seu estabelecimento comercial, e sua prisão temporária visa garantir o andamento sem interferências nas investigações.

As circunstâncias do crime indicam que a motivação para o assassinato está relacionada a uma dívida que o pastor teria com a empresária. O delegado Pinheiro destacou que as investigações conseguiram conectar a suspeita ao planejamento do crime, justificando assim a sua prisão temporária. A empresária foi encaminhada para a penitenciária modulada de Uruguaiana.

O assassinato do pastor Renato Coronel ocorreu em frente ao seu estabelecimento comercial, quando foi alvejado por tiros disparados por um suspeito, que foi preso no mesmo dia em Barra do Quaraí, cidade vizinha de Uruguaiana. O delegado Pinheiro descreveu o crime, detalhando que o suspeito se aproximou da vítima, que estava em frente ao seu estabelecimento, e efetuou disparos com uma pistola calibre 9 milímetros antes de fugir do local.

- Publicidade -

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App
%d blogueiros gostam disto: