Nesta segunda-feira (5), a empresa multinacional  Newmont realizou uma reunião no salão de banquetes do hotel Torarica, em busca  de uma estratégia para aumentar a conscientização nacional e a coalizão em torno das bacias hidrográficas de Marowijne e Commewijne. Entre os membros presentes estavam Silvano Tjong-Ahin, Ministro do Ordenamento do Território e Ambiente (ROM).

Durante seu discurso, o ministro destacou a importância da água. Ele indica que o Suriname tem água em abundância, mas que pouca atenção é dada a isso, ao mesmo tempo, o ministro Tjong-Ahin observou que a poluição desse recurso natural deve ser evitada, afirmando que além da regulamentação na área, também é necessário uma política preventiva. 

“Nossas águas devem permanecer protegidas e a transparência é uma condição absoluta”, acrescenta o ministro Tjiong-Ahin. Segundo ele, o governo ainda não tem condições de lidar com grandes calamidades, o que torna importante a entrada das multinacionais. 

“A água é importante e devemos valorizar nossos recursos hídricos como ouro”, disse o ministro. Ele também comentou sobre os grandes investimentos em petróleo e gás, que exigirão o cumprimento rígido de padrões ambientais internacionais. 

Shirley Sowma-Sumter, diretora sênior de relações externas da Newmont, acredita que é importante trabalhar com as partes interessadas para melhorar a gestão da água. O foco principal de Newmont são as bacias hidrográficas do Marowijne e do Commewijne. 

Comentar

Comentar