A empresa colombiana Marine Supply Services Abastecimento, irá receber do Ministério Público (OM), que representa o Estado do Suriname, mais de US$ 250.000 por ter apreendido um barco pertencente a empresa colombiana por mais de um ano.

A afirmação foi feita pelo advogado da empresa, Ronald Kensmil. Na semana passada, o juiz decidiu que o barco dever ser entregue a empresa mas, no entanto, permanecerá sob custódia policial até uma decisão final.

Publicidade

Depois que o barco foi vendido no ano passado para um empresário do Suriname, a embarcação foi apreendida. Segundo o advogado da empresa colombiana, foi cometido um grave erro e o barco deve ser devolvido para a empresa Marine Supply Services.

Segundo Kensmil, o empresário surinamês que comprou a embarcação, nunca se tornou o proprietário: “Se você compra algo de um ladrão, você não é o proprietário. O ministério público não poderia vender o barco”. Afirmou o advogado.

O ministério público disse que o tribunal ainda não determinou quem é o dono e que a sentença da semana passada ainda não foi divulgada, porque o recurso foi interposto.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar