Desde julho do ano passado, a Companhia de Energia Elétrica do Suriname (EBS), lançou um plano de combate ao furto de energia. 

No domingo, 28 de outubro, a EBS informou que até setembro deste ano, foram identificados mais de 262 casos de furto de energia em todo o país.

Publicidade

Em sua batalha para detectar e eliminar o roubo de energia, a EBS informou que encontrou várias formas de consumo ilegal de energia. A equipe que foi criada especialmente para esse fim foi recentemente confrontada com casos em que os clientes se defendem dizendo que não estavam cientes sobre a adulteração feita nos medidores de energia da EBS.

De acordo com a empresa, estes casos realmente podem ocorrer quando pessoas não autorizadas fazem “ajustes” no medidor de energia com a intenção de adaptar a instalação da casa para um consumo de energia eficiente. Segundo a EBS, esses “especialistas” não se limitam apenas à instalação interna do cliente, mas também fazem ajustes no medidor de energia da EBS e nos fusíveis. “Essa prática é ilegal e qualquer ajuste no medidor ou no fusível externo feito por uma pessoa não autorizada, é contado como roubo de energia”, informou a EBS.

“Somente pessoas autorizadas pela EBS podem manipular o medidor de kilowatt-hora da EBS ou fusível e isto para manutenção, conserto de mau funcionamento, leitura de medidores, fechamentos e reconexões. O cliente tem a liberdade e o direito de consultar um especialista em consumo de energia, mas a pesquisa ou modificações que tais especialistas cometem devem ser limitadas somente à instalação interna do cliente”, explicaram os técnicos da EBS.

A Companhia de Energia Elétrica do Suriname (EBS) explica que um dos problemas que podem surgir quando o cliente não está ciente do roubo é, por exemplo, casos que envolvem uma casa alugada. É possível que o locatário anterior ou o próprio proprietário tenha feito um ajuste no quilowatt-hora da EBS para reduzir o registro de consumo de energia e neste caso, é importante fazer uma transferência da conta em nome do consumidor atual.

A EBS recomenda que os clientes trabalhem com instaladores credenciados pela EBS na hora de chamar um especialista em consumo de energia. Desta forma, o cliente terá a garantia de que as alterações feitas na instalação elétrica de sua casa, serão legais.

Uma lista com os nomes dos profissionais instaladores aprovados pela EBS pode ser encontrada no site do EBS ( http://www.nvebs.com/thuis/electricity/electricity-applications/installerslist/ ).

Foto: NII

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar