Pai que violentou a sua própria filha e a engravidou de dois filhos, está sendo julgado pelo Ministério Público (OM), e poderá ser condenado a  12 anos de prisão.

O acusado confessou o crime, mas afirmou que teria sido seduzido pela filha, o que foi negado pela vítima. Isso tudo aconteceu entre 2011 e 2013.

Uma vizinha da vítima disse à corte anteriormente que quando percebeu que a menina estava grávida pela primeira vez, ela não tinha ideia de que o pai fosse o responsável e somente após a vizinha se mudar, a menina telefonou dizendo-lhe que não queria mais viver com o seu pai.

A vizinha levou a adolescente para sua casa e foi então que a menina contou que tinha sido violentada por seu pai e que estava esperado um filho dele. Apos a confissão da menina a vizinha acionou a polícia.

De acordo com  a vítima ela passou a morar com o pai depois que chegou da Guiana. Ainda segundo a vítima os abusos começaram quando o seu pai chegava em casa bêbado, e ela era violentada por ele e ameaçada de morte caso ela contasse pra alguém.

Quando a adolescente engravidou, o pai se mudou com medo de que pudesse ser descoberto mas, após o nascimento da criança, ele voltou para a casa.

A vítima também disse a polícia que era maltratada pelo pai.

Haverá uma nova audiência sobre este caso no dia 06 de outubro.

Deixe seu comentário abaixo.

 

 

Comentar

Comentar