A partir de 01 de janeiro de 2015 as concessionárias de madeiras não terão mais que pagar 20 SRD por hectare, mas sim 5 SRD. Esta decisão foi tomada pelo governo na semana passada.

Como as madeireiras ainda acham que 5 Srd por hectare é muito caro, o governo decidiu também diminuir a taxa de direito por metro cúbico de 6 dólares para 3,95 dólares. Isso permite que as concessionárias possam realmente produzir madeira capaz de ganhar mais dinheiro para que eles possam pagar a taxa de concessão. A taxa será cobrada logo após a madeireira retirar a madeira da floresta.

Publicidade

Em 2013, o governo decidiu, para o aborrecimento das madeireiras, que as taxas pagas por direito de concessão seriam ajustados de 0,05 Srd para 20 Srd por hectare. O objetivo do aumento drástico foi em parte para arrecadar dinheiro para o estado e desestimular os especuladores que se candidatam a concessões de madeireiras sem realmente produzir madeira.

A partir de 2013, o setor de madeira pediu mudanças contra esta medida. Andre Soeltaansingh, presidente da União Geral de madeira do Suriname (Algemene Surinaamse Hout Unie Ahsu),  diz estar satisfeito com o resultado: “Estou especialmente feliz com a República do Suriname. Este acordo preserva quatro mil postos de trabalho, e uma produção maior de madeira e paz na sociedade. Por causa da taxa baixa pode se produzir mais madeira. E com o dinheiro extra os empresários poderão pagar dívidas. ”

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar