spot_img
spot_img

Dólar opera instável antes de decisão do Fed sobre juros nos EUA

Atualizado há

Moeda dos EUA caiu 0,19% na terça, cotada a R$ 3,48 na venda. Nos 3 fechamentos anteriores, dólar tinha acumulado alta de 3,47%.

O dólar opera instável nesta quarta-feira (15), com investidores aguardando a decisão do Federal Reserve, banco central norte-americano, sobre os juros nos Estados Unidos e com preocupações sobre a política fiscal no Brasil.

Às 12h20, a moeda norte-americana caia 0,02%, a R$ 3,4791 na venda. Veja a

- Publicidade -

cotação do dólar hoje.

Acompanhe a cotação ao longo do dia:
Às 9h10, queda de 0,46%, a R$ 3,4639
Às 10h10, alta de 0,42%, a R$ 3,4948
Às 11h, queda de 0,1%, a R$ 3,4765
Às 11h40, queda de 0,31%, a R$ 3,4691

“Os mercados externos estão mais tranquilos e o fator local está bem misto. É normal o dólar ficar um pouco sem direção, especialmente antes de um evento como o Fed”, disse o operador da corretora Spinelli José Carlos Amado, à Reuters.

Decisão do Fed
Os operadores adotavam cautela antes da decisão do Fed, que será divulgada às 15h (horário de Brasília). Embora não se espere que banco central eleve os juros agora, operadores buscarão no comunicado e nas projeções econômicas pistas sobre quando isso deve acontecer, segundo a Reuters.

O Fed tem ressaltado que o referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia vai desempenhar papel importante em sua decisão. Pesquisas recentes vem mostrado leve vantagem da campanha que pede a saída do bloco econômico.

Preocupações fiscais
A moeda também reage a sinais de que o ajuste fiscal pode ser mais brando do que o mercado esperava no Brasil. O governo interino de Michel Temer pode estabelecer prazo para o projeto que limita o crescimento dos gastos públicos. Inicialmente, a intenção era torná-lo permanente. Operadores temem que o governo seja obrigado a flexibilizar a austeridade fiscal para angariar apoio no Congresso Nacional e perca a credibilidade com investidores, ainda de acordo com a Reuters.

A notícia vem em meio a sinais mistos sobre o cenário político brasileiro. Na véspera, o Comitê de Ética da Câmara dos Deputados aprovou parecer pela cassação do mandato do presidente afastado da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Além disso, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki negou a prisão do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e do senador Romero Jucá (PMDB-RR).

Os movimentos geraram interpretações variadas no mercado, com alguns afirmando que o governo Temer mantém sua base de apoio no Congresso Nacional mas, por outro lado, que mais denúncias podem vir à tona.

“O mercado também está esperando com os olhos grudados no terminal para ver se o Cunha vai cair matando e em quem vai mirar”, disse o operador de uma corretora nacional.

Último fechamento
Após chegar a bater R$ 3,51, o dólar perdeu força e acabou terminando o dia em leve queda na terça-feira (15), interrompendo uma sequência de 3 altas seguidas, em mais um dia de preocupações no cenário externo e aversão ao risco. O dólar fechou em queda de 0,19%, a R$ 3,48 na venda.

Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: G1

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App