Cerca de 60 feridos foram levados para hospitais da região; há casos de amputação de membro.

Um tornado atingiu a cidade de Xanxerê, região oeste de Santa Catarina, por volta das 15h30 desta segunda-feira (20). Segundo a Defesa Civil do Estado, 10.000 foram afetados. Duas pessoas morreram após a passagem da forte ventania que atingiu outras 12 cidades com menor impacto. Os mortos foram identificados como o casal Deomir e Alcimar Sutir, que tentavam socorrer os filhos.

Publicidade

Ao menos 60 pessoas ficaram feridas e foram encaminhadas ao Hospital São Paulo e demais hospitais da região. Há casos de amputações de membros.

Segundo o Corpo de Bombeiros de Santa Catarina, 2.600 edificações sofreram algum tipo de dano, algumas delas foram completamente destruídas.
Ainda conforme informações do Corpo de Bombeiros, o tornado provocou a derrubada de cinco torres de transmissão da Celesc (Centrais Elétricas de Santa Catarina S.A) em Xanxerê, deixando pelo menos outras 26 cidades sem energia elétrica. A estimativa é de que ao menos 150.000 residências estejam sem energia elétrica. Xanxerê ficou completamente no escuro. Equipes de três municípios trabalham na reconstrução das torres.

O fenômeno afetou principalmente a parte central de Xanxerê, que tem cerca de 47 mil habitantes, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia Estatística). Entre as demais cidades atingidas, estão Concórdia, Chapecó, e São Miguel do Oeste e Ponte Serrada.

Força dos ventos

Ronaldo Coutinho, engenheiro agrônomo do Climaterra, afirma que os ventos do tornado chegaram a 200 km/h. O temporal destelhou e partiu residências, arrancou árvores e fios elétricos e deixou as ruas repletas de destroços. De uma das igrejas mais antigas não sobrou nem o telhado.

O ginásio de esportes Ivo Sguissardi, o principal da cidade, desmoronou. Crianças faziam atividade física no local quando a ventania chegou, mas elas conseguiram fugir. Dezenas de veículos ficaram destruídos.
Segundo informações da Defesa Civil, sete bairros estavam no caminho do tornado, que deixou um rastro de destruição.

Xanxerê ainda sofre com problemas no abastecimento de água, energia e sinal de telefonia. Segundo a Secretaria de Estado da Defesa Civil, profissionais das empresas de fornecimento desses serviços, já trabalham para o restabelecimento dos produtos

Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: R7

Comentar

Comentar