spot_img
spot_img

Documento secreto: Exército Brasileiro poderia ter sido atirado em perigosa questão Internacional entre Guiana e Venezuela

Em 29 de abril de 1999 o embaixador Ruy Nogueira advertiu o governo brasileiro de que na época havia quem enxergasse o Brasil como imperialista e que a construção da estrada, interpretada como uma ação a favor do posicionamento da Guiana

Atualizado há

Um telegrama secreto a que a Revista Sociedade Militar teve acesso, enviado pelo embaixador brasileiro em Caracas ao ministro das relações Exteriores da época, Luiz Felipe Lampreia, mostra que no final dos anos 90 o Exército Brasileiro, à época comandado pelo General de Exército Gleuber Vieira, esteve prestes a ser envolvido em uma questão Internacional entre Guiana e Venezuela.

A força terrestre, durante o governo FHC, período em que a crise diplomática entre Guiana e Venezuela estava em um de seus auges, poderia ter sido usada para construir uma estrada que acompanharia a Fronteira entre os 2 países.

Em 29 de abril de 1999 o embaixador Ruy Nogueira advertiu o governo brasileiro de que na época havia quem enxergasse o Brasil como imperialista e que a construção da estrada, interpretada como uma ação a favor do posicionamento da Guiana, poderia criar um sentimento de rejeição por parte da sociedade venezuelana contra os brasileiros e, em um segundo momento, acabar gerando uma perigosa situação de atrito com o Brasil. No comunicado o embaixador reforça o caráter populista do governo venezuelano e a formação militar de Hugo Chávez.

- Publicidade -

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App