spot_img
spot_img

Disputa Venezuela x Guiana pode resultar em uma guerra, afirma imprensa do país

A Venezuela alega que a Guiana ocupa ilegalmente uma vasta extensão de terra de 159.500 quilômetros quadrados

Atualizado há

GEORGETOWN – O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou uma decisão que poderá ter repercussões significativas na América do Sul. Maduro divulgou que a Venezuela realizará um referendo consultivo em 3 de dezembro para decidir sobre a anexação de 2/3 do território da Guiana, especificamente a área conhecida como Guiana Essequiba.

A disputa territorial entre a Venezuela e a Guiana é longa e complexa, remontando ao século XIX. A Venezuela alega que a Guiana ocupa ilegalmente uma vasta extensão de terra de 159.500 quilômetros quadrados, causando tensões diplomáticas entre os dois países por décadas.

O referendo consultivo proposto será conduzido em todo o território venezuelano e terá uma pergunta direta: “Você concorda com a anexação da Guiana Essequiba à Venezuela?” O governo de Maduro está otimista de que a maioria da população apoiará a anexação, no entanto, essa decisão gerou grande controvérsia.

- Publicidade -

A Guiana, apoiada pela comunidade internacional, rejeitou veementemente a decisão de Maduro, alegando que ela viola o Acordo de Genebra, assinado em 1966. Este acordo estabelece que qualquer disputa territorial entre os dois países deve ser resolvida por arbitragem internacional. No entanto, a Venezuela nunca reconheceu o Acordo de Genebra e tem se recusado a participar de qualquer processo de negociação.

A anexação da Guiana Essequiba pela Venezuela teria sérias implicações, pois a região é rica em recursos naturais, incluindo petróleo, ouro e diamantes. Isso poderia afetar significativamente a economia da Guiana, que já é um aliado dos Estados Unidos.

A comunidade internacional, juntamente com o governo dos Estados Unidos, manifestou preocupação com a possibilidade de anexação e suas consequências. Os EUA, em particular, podem adotar medidas para impedir a anexação, incluindo a imposição de sanções econômicas à Venezuela ou até mesmo o envio de tropas para a região. Esse cenário poderia desencadear um conflito direto entre os Estados Unidos e a Venezuela, com repercussões de longo alcance na América do Sul.

A possibilidade de uma guerra na América do Sul não pode ser subestimada, pois as tensões já existentes na região podem se agravar ainda mais devido a esse novo desenvolvimento. Um conflito entre a Venezuela e a Guiana teria o potencial de causar milhares de mortes e desestabilizar a região como um todo.

O futuro da Guiana Essequiba permanece incerto. Enquanto a anexação pela Venezuela é uma possibilidade real, também é possível que a disputa territorial continue indefinidamente. A decisão de Maduro indica que a Venezuela está disposta a usar todos os meios para obter a região, aumentando ainda mais as incertezas e as tensões na América do Sul. Portanto, o governo americano e a comunidade internacional devem estar preparados para lidar com essa questão delicada, que tem o potencial de desencadear sérias consequências na região.

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App