A situação está ficando difícil para Willy Duiker, diretor da empresa de Energia do Suriname (EBS).

A investigação do Highlands Service Account Central (CLAD) mostrou que existe uma considerável adulteração de fundos da empresa que apontam para um rombo de 4 milhões de Euros que a diretoria da empresa não consegue explicar.

Publicidade

De acordo com o (CLAD) não há razão para duvidar de compras feitas através de uma empresa contratada e essa mesma empresa recebeu quatro milhões de Euros pagos em excesso com a permissão do diretor da (EBS).

A investigação surgiu depois que o procurador geral, Roy Baidnath Panday, recebeu um envelope de ex-deputado Arthur Tjin-A-Tsoi, pedindo uma investigação na empresa de energia do Suriname (EBS). No envelope haviam correspondência e outras informações incriminatórias contra o diretor da estatal.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar