spot_img
spot_img

Dilma assiste à cerimônia de posse de Evo Morales, em La Paz

Atualizado há

Presidente desembarcou nesta manhã na capital da Bolívia para posse.Ela retornará ainda nesta quinta a Brasília, informou o Palácio do Planalto.

A presidente Dilma Rousseff assistiu nesta quinta-feira (22) à cerimônia de posse do presidente da Bolívia, Evo Morales, em La Paz, capital do país vizinho. Morales foi reeleito no ano passado para o terceiro mandato à frente do Palácio Quemado.

Para ir à cerimônia de posse de Morales, Dilma deixou de comparecer ao Fórum Econômico Mundial, em Davos (Suíça), para o qual tinha sido convidada. No lugar dela, foram os ministros Joaquim Levy (Fazenda) e Marcelo Néri (Assuntos Estratégicos).

- Publicidade -

Em 1º de janeiro deste ano, Evo Morales esteve em Brasília e acompanhou a solenidade de posse de Dilma, no Palácio do Planalto, onde ela recebeu, entre outros, o vice-presidente dos EUA, Joe Biden, e os presidentes do Uruguai, José Mujica; do Chile, Michelle Bachelet; e da Venezuela, Nicolás Maduro.

Pela manhã, a presidente participou da cerimônia na Assembleia Legislativa Plurinacional, em La Paz, em que Morales prestou juramento. Em seguida, em outra cerimônia no Palácio do Governo, o presidente recebeu cumprimentos de delegações internacionais.

Morales também participou de cerimônia espiritual em Tiwanaku, ao lado de líderes indígenas aymaras.

Na semana que vem, Dilma deverá participar da Cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos (Celac), na Costa Rica.

Antes da cúpula, porém, no dia 27, a presidente receberá no Palácio do Planalto os 39 ministros que compõem o governo. Será a primeira reunião ministerial do segundo mandato. Dilma discutirá metas e ações do governo e temas considerados “prioritários” para 2015.

Reeleição
Evo Morales foi reeleito para comandar a Bolívia pelo terceiro mandato, de cinco anos. De origem indígena, ele foi reeleito em outubro com 61% dos votos. Em seu primeiro discurso depois de confirmada a reeleição, em La Paz, Morales falou a uma multidão que acompanhava a apuração em frente ao palácio do governo e dedicou a vitória a Fidel Castro, Hugo Chávez e a todos os governos “anti-imperialistas” do mundo.

Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: G1

 

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App
%d blogueiros gostam disto: