Crime ocorreu em 2012 em Sidney, no estado de Montana (EUA).Cúmplice no caso, Waters Jr. foi condenado em dezembro a 80 anos.

O americano Michael Keith Spell, de 25 anos, foi condenado a 100 anos de cadeia na sexta-feira (17) em Sidney, no estado de Montana (EUA), pelo assassinato da professora Sherry Arnold, de 43 anos, em 2012.

Publicidade

Spell, que é deficiente mental e foi descrito pela defesa como analfabeto funcional, matou a professora de matemática após tentar raptá-la. O corpo de Sherry oi encontrado meses mais tarde enterrado em uma cova em uma área rural na Dakota do Norte.

Cúmplice no caso, Lester Van Waters Jr. foi condenado em dezembro a 80 anos de prisão. Segundo a acusação, a dupla decidiu sequestrar a mulher de forma aleatória para depois estuprá-la. O plano teria sido proposto por Lester.

A defesa de Spell alegou que Waters ameaçou matá-lo se ele não participasse. O psicólogo Craig Beaver, que foi chamado como testemunha de defesa, disse que Spell tem mentalidade de uma criança e uma personalidade subserviente.

Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: G1

Comentar

Comentar