A criança de dois anos e meio, encontrada morta em uma casa no Suriname no último sábado (2), não morreu em decorrência de um crime. A conclusão foi dada pela autópsia realizada pelo patologista nos restos mortais da criança.

O pai encontrou a filha sem vida em sua casa, localizada em Nieuw Amsterdam. Ele chegou por volta das 7h e entrou no quarto. O homem ficou chocado ao ver que sua filha não mostrava mais nenhum sinal de vida.

Publicidade

A polícia e o médico que compareceu no local descobriram estrias e sangramento subcutâneo no corpo da criança. Com base nisso, foi levantada a suspeita de que um crime havia sido cometido e o corpo foi levado para análise pericial.

A autópsia mostrou que a criança tinha problemas pulmonares, que provocaram sua morte. O corpo foi entregue aos familiares após autorização do Ministério Público do Suriname.

Comentar

Comentar