O avanço da Covid-19 no Suriname acendeu o sinal de alerta das autoridades, que fizeram um apelo à população para que procurem ajuda médica logo nos primeiros sintomas do vírus. Segundo o infectologista Stephen Vrede, somente entre o 3º e o 5º dia é que as pessoas estão buscando orientação de saúde.

A demora na procura médica reflete diretamente no número expressivo de casos confirmados, já que a doença se espalha com mais velocidade antes da prática do isolamento social. Vrede ainda indica que pessoas dos grupos de riscos, incluindo os idosos, devem ter atenção redobrada.

Publicidade

Entre os sintomas mais comuns da Covid-19 estão: febre, dor de garganta, tosse, dor de cabeça intensa, ausência de cheiro e perda de paladar. O Suriname, atualmente, possui mais de 1100 casos confirmados. Desse total, pelo menos 405 estão ativos, se recuperando. Os curados somam 705.