Mascherano e Basanta alertam para qualidades de Robben, Sneijder e Van Persie em duelo marcado para quarta-feira, na Arena Corinthians, em São Paulo.

Segundo jogador com mais passes completados nesta Copa do Mundo (406 de 465 tentativas, atrás apenas do alemão Philipp Lahm, que acertou 408 de 471), Javier Mascherano diz que, mais do que nunca, a Argentina precisará ter o controle da bola no jogo desta quarta-feira, contra a Holanda, pela semifinal da Copa do Mundo, na Arena Corinthians, em São Paulo.

Publicidade

Em entrevista coletiva neste domingo, na Cidade do Galo, local de treinos da Argentina em Vespasiano (MG), o volante destacou por quatro vezes a importância de ditar o ritmo da partida diante dos holandeses e se expor o mínimo possível aos contra-ataques, puxados sempre pelo trio formado por SneijderRobben e Van Persie.

– A Holanda é a equipe de melhor contra-ataque na competição. Correndo, eles são mais rápidos e mais fortes do que a gente. Então é importante termos a bola, termos o controle do jogo. Não podemos dar espaço – disse o volante.

– Eles têm muita qualidade no ataque, precisamos estar atentos – completou o zagueiro Basanta, que substituiu o lateral-esquerdo Rojo contra a Bélgica, já que o titular estava suspenso.

Mascherano prevê uma partida parecida com a da Bélgica. Na ocasião, os argentinos começaram o jogo pressionando os belgas em seu campo de defesa e conseguiram um gol rapidamente com Gonzalo Higuaín.

– Fomos uma equipe muito compacta, com linhas bem definidas e poucos espaços para a Bélgica contra golpear. E a principal qualidade deles era exatamente essa, como é a da Holanda, por conta da qualidade de seus jogadores. Mas conseguimos fechar os espaços pelo meio, dificultamos ao máximo a passagem deles pelas nossas linhas e forçamos os chutes de longe dos centrais (Witsel e Fellaini) – explicou Mascherano.

A principal dúvida na escalação da Argentina é quem será o substituto de Ángel Di María, com uma lesão na coxa direita. Enzo Perez o substituiu contra a Bélgica, ainda no primeiro tempo do jogo em Brasília. Se o técnico Alejandro Sabella optar por uma formação mais defensiva, o volante Gago poderia voltar ao time, juntando-se a Biglia e Mascherano na proteção à zaga. Maxi Rodríguez e Ricky Alvarez são outras opções para o meio de campo.

No ataque, Sérgio Agüero já treina normalmente, recuperado de lesão muscular na coxa esquerda. A tendência, porém, é que Lavezzi continue como titular, ao lado de Messi e Higuaín.

Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: Globo Esporte

Comentar

Comentar