Esta semana, cinco, das seis centrais sindicais do Conselho de Sindicatos do Suriname (RAVAKSUR), irão decidir se vão ou não iniciar uma ação contra o estado.

Isto porque Imrick Edam, ainda não foi nomeado como membro do conselho Eleitoral Independente (OKB).

Publicidade

O presidente do país pediu que se fizesse isto antes do dia 31 de outubro. “Vamos tomar uma atitude diferente em relação ao estado e podemos tomar medidas legais e não vamos esperar duas ou três semanas para termos uma conversa com o Estado”. Disse o porta voz  da (Ravaksur) Robby Berenstein.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar