O Conselho de Enfermagem do Suriname (RaVeSu) realizou a cerimônia de abertura do treinamento ‘Liderança para a Mudança’ (LFC) nesta segunda-feira (28). Participam desta formação 30 enfermeiros de diferentes instituições de saúde. Segundo a diretora do Elsje Finck Sanichar College (COVAB) e responsável pelo workshop, Angela Wallerlei-Kumbangsila, esta formação destina-se especificamente a preparar enfermeiros líderes e gestores para lidar com as situações dinâmicas e complexas da saúde. Esta atividade realiza-se pela terceira vez em colaboração com o International Council of Nurses (ICN) e terá a duração de dois anos.

O programa LFC foi implementado pela primeira vez no Suriname em 2013. A partir disso, foram estabelecidos o código de ética para a enfermagem no Suriname, as competências para a Enfermagem Certificada e a enfermeira prática licenciada. De acordo com o Diretor Wallerlei-Kumbangsila, o programa ICN-LFC estabelecido em 1995 é projetado para capacitar enfermeiros de alto nível em países de baixa, média e alta renda. Ela também indica que o programa oferece aos participantes oportunidades para obter uma melhor compreensão dos desafios da saúde em nível organizacional, regional e nacional. Isso torna possível fazer com que eles pensem sobre seu próprio estilo de liderança pessoal e sua capacidade de influenciar a mudança organizacional ou do sistema e melhorar a saúde em termos de qualidade, custo, acesso ou ambiente de trabalho.

Além disso, o programa é adaptado às necessidades dos países onde é implementado. A diretora Wallerlei-Kumbangsila enfatiza que é único que enfermeiras e parteiras participem desse programa. “Estamos convictos que com essa intervenção, preparando 30 enfermeiros e parteiras líderes, o setor da saúde ganhará mais poder de mudança e implementação para influenciar mudanças organizacionais e sistêmicas e assim melhorar os cuidados de saúde”, afirmou a diretora.

Comentar

Comentar