Tjark Ristie, comandante da Polícia Militar, ficará temporariamente sem exercer o seu cargo. 

A investigação sobre o roubo na casa do ex-ministro Ramon Abrahams, no dia 17 de agosto, ainda está em andamento.

Publicidade

A casa do ex-ministro é vigiada por militares e  no dia do assalto o ex-ministro estava no interior do país. Entre outros objetos roubados estava o cofre da casa.

O comandante da Policia Militar Tjark Ristie, está sendo acusado de negligencia, por não tomar as providencias suficientes sobre   a solução deste caso.

De acordo com o ministro da Defesa Lamure Latour, o comandante Tjark Ristie, não esta afastado do seu cargo. O ministro não irà se pronunciar mais sobre esta questão, pelo fato  do caso ainda esta sob investigação.

Embora o ex-ministro Ramon Abraham, não seja mais ministro e nem militar, sua casa ainda é vigiada por soldados porque no dia 01 de janeiro Ramon Abrahams foi nomeado  conselheiro orientador.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar