President Chan Santokhi — Foto: NII

O governo do Suriname apresentou um novo pacote de medidas para tentar conter e controlar a Covid-19 no país. As ações são válidas até, pelo menos, dia 10 de agosto em todo o território e foram informadas à população pelo presidente Chandrikapersad Santokhi em uma mensagem de vídeo no último domingo, dia 26. O toque de recolher, por exemplo, funcionará das 21h até 5h.

Publicidade

De acordo com o decreto de Santokhi, qualquer reunião na esfera pública ou privada só poderá acontecer com, no máximo, cinco pessoas. Somente os restaurantes com espaço suficiente para manter o distanciamento social estão autorizados a receber clientes. Os demais, obrigatoriamente, deverão atender somente pelo serviço de take-away, ou seja, pegue e leve para consumo em casa.

Os espaços públicos, tais como ginásios e centros estão fechados até segunda ordem, bem como estão proibidos os esportes de contato em locais fechados. As atividades físicas ao ar livre podem ser praticadas. O governo as considera importante para a manutenção da saúde. Confira abaixo as demais informações divulgadas pelo presidente do Suriname:

  • Todas as instalações privadas, como cassinos, locais de jogos e entretenimento, bares, clubes, danças e bordéis estão fechados;
  • Profissões de contato, como salões de cabeleireiro, barbearias e em fisioterapia, podem funcionar em condições especiais: ventilação suficiente nas áreas de trabalho e que sejam observadas medidas gerais;
  • Os mercados permanecerão abertos por enquanto, novamente com a devida observância das medidas gerais cobertas;
  • O processo educacional para as aulas de exame em todos os níveis será mantido, levando em consideração os protocolos de prevenção COVID-19 desenvolvidos pelo Ministério;
  • A operação “Drin Dresi Wakti Siki” continua em vigor. O Ministro das Relações Exteriores manterá novas conversações com os países vizinhos sobre o método de cooperação nas fronteiras;
  • O governo e a indústria continuarão a prestar serviços normais com o objetivo de promover a produção e o desenvolvimento;
  • Serviços essenciais que devem fornecer produção durante o toque de recolher podem solicitar dispensa;
  • Na próxima semana, o governo manterá conversas com os vários setores e organizações com o objetivo de atualizar ou renovar os protocolos existentes. Isso inclui negócios, hospitalidade, setor de aviação, centros esportivos, organizações religiosas, instalações privadas como cassinos, jogos de azar e outros entretenimentos e o setor de transportes. Se forem necessários ajustes em relação às medidas, elas serão anunciadas nesse meio tempo.