Líderes de 16 países participarão do evento, no Palácio do Itamaraty. País sedia nesta semana série de encontros internacionais.

Os presidentes de Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul deram início por volta das 12h30 desta quarta-feira (16) ao terceiro dia da VI Cúpula do Brics, em Brasília, no Palácio do Itamaraty, sede do Ministério das Relações Exteriores.

Além dos cinco presidentes e primeiros-ministros do países que compõem o grupo, participam, como convidados, mandatários de 11 nações sul-americanas, entre eles, o presidente do Suriname, Desi Bouterse, a presidente da Argentina, Cristina Kirchner, e os presidentes do Uruguai, José Mujica, e da Bolívia, Evo Morales.

 

BRICS
Líderes dos países se reúnem no Brasil

O calendário da cúpula do Brics começou nesta segunda (13), em Fortaleza, com reuniões entre ministros da Fazenda, presidentes de bancos centrais e de bancos de desenvolvimento dos países que fazem parte do grupo. Nesta terça (14), também na capital cearense, ocorreram reuniões entre chefes de Estado e de governo.

No primeiro dia de encontro dos líderes, os países anunciaram a criação do Novo Banco de Desenvolvimento (NBD) para o Brics. A sede do banco ficará na China e o primeiro presidente será indiano. O Brasil poderá indicar o primeiro presidente do Conselho de Administração do banco.

O objetivo do banco será o financiamento de projetos de infraestrutura em países emergentes – o capital inicial será de US$ 50 bilhões, mas pode chegar a US$ 100 bilhões.

A presidente Dilma chegou por volta das 11h ao Palácio do Itamaraty e, em seguida, os presidentes sul-americanos e do Brics. Na sequência, eles posaram para a foto oficial do encontro.

A II Sessão de Trabalho da VI Cúpula do Brics – da qual também participarão os países sul-americanos – deve ter duração de duas horas e, em seguida, haverá almoço. Está previsto ainda, às 19h, coquetel para os presidentes participantes.

Primeiro-ministro da Índia
Antes do início das reuniões, a presidente Dilma Rousseff se reuniu, no Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência, com o primeiro-ministro da Índia, Nerendra Modi, para a assinatura de acordos entre os dois países. Modi está no Brasil para participar da cúpula dos Brics.

Nesta segunda, Dilma se reuniu com o presidente russo no Palácio do Planalto, onde participou reunião fechada com Putin, encontro ampliado (com a presença de ministros), cerimônia de assinatura de atos e declaração à imprensa.

Na ocasião, a presidente afirmou que Brasil e Rússia discutiram a criação do Banco de Desenvolvimento dos Brics e mudanças no Fundo Monetário Internacional (FMI). Nesta quinta (17), há previsão de Dilma se reunir com o presidente da China, Xi Jinping, também em Brasília.

Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: G1

Comentar

Comentar