Na última segunda-feira, 18 de agosto, os brasileiros envolvidos no assassinato do garimpeiro Bebeto foram condenados.

Batista C.  foi condenado a seis meses de prisão por fornecer abrigo para Araújo e Paulo, que foram condenados a quinze anos de prisão cada um, pelo assassinato de Bebeto no ano passado.

Um dia antes do assassinato, Bebeto teria discutido e ameaçado matar Araújo e Paulo. Para se defender os acusados teriam planejado a morte de Bebeto, que ao chegarem no fuscão encontraram Bebeto dormindo em sua rede e o mataram a tiros.

Depois de cometer o crime, Araújo e Paulo se esconderam no fuscão do Batista C.  e no dia seguinte, quando os criminosos estavam prontos para fugir, foram surpreendidos com a chegada dos polícias.

Segundo o advogado dos acusados, não se sabe dizer quem foi que disparou o tiro fatal em Bebeto e se dependesse do Ministério Público, ambos teriam sido sentenciado a vinte anos de prisão.

Deixe seu comentário abaixo.

 

Comentar

Comentar