Em um trabalho conjunto com a Polícia Federal do Brasil, o brasileiro acusado de matar uma índia no garimpo foi identificado e preso. 

Com a colaboração da Polícia brasileira, Antonio P. foi identificado e preso pelo assassinato de Marena Nonowaike, de 23 anos de idade na localidade de Asisikreek em Lawagebied.

Publicidade

O crime aconteceu no dia 3 de novembro, mas somente agora a polícia conseguiu prender o brasileiro que estava foragido e escondido na mata.

Depois de uma busca minuciosa na mata próximo ao local onde o marido da vítima afirmou ter ferido o homem que atirou e matou a sua esposa, a policia localizou o brasileiro que estava com um ferimento na cabeça de acordo com o que o parceiro da vítima havia informado para a polícia. O brasileiro estava bastante debilitado e o ferimento na cabeça estava com larvas devido a infecção provocada pelo corte de facão desferido pelo marido da vítima.

Segundo relatos da polícia, o brasileiro após ser localizado e preso foi levado para o posto base da polícia na área, mas conseguiu escapar e foi preso novamente e transferido para Paramaribo onde foi levado ao hospital para tratar o ferimento na cabeça sob a guarda da polícia e depois será deportado.

O brasileiro nega ter matado Nonowaike, mas o marido da vítima fez o reconhecimento e afirmou que trata-se do mesmo homem que roubou e atirou em sua esposa.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar