A Guiana e o Brasil juntaram forças para realizar uma campanha conjunta de vacinação, com o objetivo de aumentar o número de vacinações nas cidades de Lethem, na Guiana e Bonfim, no Brasil. A campanha visa todas as faixas etárias e todas as vacinas do calendário nacional de vacinação estarão disponíveis.

A campanha foi iniciada no sábado (5), o Dr. Narine Singh, representante do Ministro da Saúde da Guiana, o Dr. Fran Anthony, disse que o Brasil e a Guiana, como vizinhos, devem um tratar do outro, devido ao fato de não existirem barreiras que impeçam um surto de ocorrer.

Ele relatou que a taxa anual de imunização na Guiana varia entre 95 a 95%, especialmente no grupo de crianças abaixo dos 5 anos. Porém, durante a pandemia da Covid-19, houve uma queda nessa taxa.

Enquanto isso, Fernanda Manara, que representou o Ministro da Saúde do Brasil, agradeceu àqueles que trabalharam duro para o sucesso da campanha.

Ela relatou que, em maio de 2022, o governo Brasileiro e a Organização Panamerica de Saúde (OPAS), estabeleceram as estratégias de vacinação para 2022. Onde foi estabelecido que regiões de fronteira seriam um dos focos.

Fernanda afirmou que uma das metas é melhorar as taxas de imunização nas fronteiras brasileiras e evitar a proliferação de doenças que podem ser prevenidas por meio da vacinação. Ela reiterou que a colaboração entre as duas nações é muito importante.

Comentar

Comentar